Revisando a Contracepção

A Contracepção é a escolha de um método para evitar uma gravidez não desejada, permitindo porém, uma vida sexual saudável. Cada pessoa se adapta melhor a um ou outro contraceptivo, dependendo de suas características orgânicas, físicas, e contra indicações, além de patologias existentes, portanto, antes de escolher um dos métodos, procure a orientação de um ginecologista, somente ele poderá detectar se o método escolhido é o melhor para você.

Como esse tópico é apenas para revisão. Faremos uma breve explanação sobre os principais métodos utilizados, seus detalhes deverão ser fornecidos pelo medico assistente.

Dividimos os métodos em grupos:

  1. Reversíveis
  2. Definitivos

Os métodos  reversíveis são:

  1. Comportamentais
  2.  Barreira
  3. Dispositivos Intra Uterinos ( LARC)
  4.  Hormonais
  5. Emergência

Os métodos definitivos, são os cirúrgicos:

  1. Cirurgia feminina
  2. Cirurgia masculina

Reversíveis

Anticoncepcionais Orais Combinados ( ACO )

É o método mais utilizado no mundo atualmente. Com índice de falha de 0,3 a 3. Seu mecanismo de ação é bloquear a ovulação impedindo o pico de hormônio luteinizante ( LH ) que é o responsável pela ovulação. Entre os riscos mais sérios seriam o Trombo Embolismo Venoso, o Infarto do Miocárdio ( IAM ) e o Acidente Vascular Cerebral. (AVC)

Anticoncepcional Oral - Métodos Anticoncepcionais

Anel Vaginal

É  um anel  flexível, feito de Evatane, material que libera durante 21 dias, etnogestrel e etinilestradiol  É inserido dentro da vagina pela própria paciente  Índice de falha de  0,35 a 1,00  Seu funcionamento  é o mesmo do anticoncepcional, inibindo a ovulação.

Anel Vaginal - Métodos Anticoncepcionais Anel Vaginal - Métodos Anticoncepcionais

 

Anticoncepcional  Injetável  combinado ( mensal )

São compostos pelos hormônios progestogênios associados ao estrogênios.   Atuam pelo mesmo mecanismos de ação dos anticoncepcionais orais,   inibindo o Hormônio Luteinizante (LH) e  a ovulação, também aumentam a espessura do muco cervical dificultando a ascensão  dos espermatozoides para dentro do útero – índice de falha de 0,05 a 3.

anticoncepcional injetável - Métodos Anticoncepcionais

Injetáveis  com  apenas progestogênio

São formulações  contendo  apenas progestogênios de deposito com duração de 2 a 3 meses . Seu mecanismo de ação , são o espessamento do muco cervical, alteração da espessura do endométrio, semelhantes aos outros progestogênios,  porem também bloqueiam o pico do LH, evitando a ovulação. Com índice de 0,3% a 3%..

Pilulas de Progestágenos

as micro pilulas como são conhecidas, contem baixas  dose de progesterona  e são utilizadas nas contra indicações absolutas dos uso de estrógenos ou durante a amamentação . índice de 3 a 5 % de falha.   O mecanismo de ação se deve ao espessamento do muco cervical impedindo a progressão do espermatozoide , diminuição da mobilidade tubaria e diminuição da proliferação endometrial, podem inibir a ovulação. Praticamente não tem efeitos nos riscos de trombo embolismo venoso.

Anticoncepcionais orais - Métodos Anticoncepcionais

Implantes  Sub Dérmicos

No Brasil  esta disponível um único implante confeccionado   de acetato de etileno vinílico , que libera gradualmente uma  quantidade de progesterona  .Pode ser inserido no período de lactação , podendo melhorar dismenorreia, endometriose, dor pélvica porem pode  haver sangramento  irregular . O bastão é inserido facilmente na face interior do braço , próximo o cotovelo.e pode ser retirado facilmente…Índice de 0,0 a 0,2%

implante - Métodos Anticoncepcionais implante - Métodos Anticoncepcionais

Adesivos Transdermicos

São  sistemas matriciais  com progetogenio e estrogenio que são liberados gradualmente . Falha de 0,3 a 3. São três adesivos com duração de 1 semana cada.

adesivo contracepcional - Métodos Anticoncepcionais

DIU – Dispositivo Intra Uterino

Trata-se de um objeto confeccionado em  polietileno  inserido na cavidade uterina através do colo uterino. Existem grande variedade  de DIU que podem ser medicados ou não, de cobre e hormonais., e os Frameless.. Os não medicados são feitos de polietileno impregnado com sulfato de bário, seu representante é a Alça de Lipps.. O Diu de cobre  mais utilizado é o T de cobre  ( T380a ) sendo o mais eficaz  e superior aos demais , podendo chegar ate 10 a 12 anos. . Os frameless  são  anéis de cobre  presos ao miométrio por um fio de nylon, não possuindo o corpo de polietileno./  O mecanismo de ação é a reação inflamatória  mínima , mas suficiente para ser espermicida.  Alteração  do muco cervical. Os Íons de cobre liberados ,  afetam a motilidade dos espermatozoides . Não há alteração na ovulação..   índice de 0,5% a 1,5%

DIU de Cobre - Métodos Anticoncepcionais DIU de Cobre - Métodos Anticoncepcionais

 

DIU Hormonal – Sistema  Intrauterino com Levonorgestrel

Ao invés do cobre ,contem  um reservatório de levonorgestrel e o libera gradualmente pela membrana por 5 anos.  Seu mecanismo se deve  ao espessamento do muco cervical,  tornando hostil ao espermatozoide  e seu efeito atrófico no endométrio. Pode ser utilizado  em outras patologias  ginecológicas  como, miomas, adenomiose, endometriose, etc. Alta eficácia  com índice de 0,1%

DIU Hormonal - Métodos Anticoncepcionais

 

Método de Barreira

São todos os métodos que impedem que o espermatozoide entre na cavidade uterina . Podem ser divididos em:

Barreira mecânica-  Praticamente são os preservativos masculinos e femininos.

Barreira química:   os Espermaticidas; e as esponjas.

Barreira Mista:  Diafragma, e o Capuz Cervical.

Preservativo masculino ( Condom )

Podem ser Naturais , quando fabricados de látex e cécum animal e sintéticos quando feitos de plásticos. São os únicos que alem de evitar a entrada dos espermatozoide no útero também são eficazes  contra as Doenças Sexualmente Transmitidas  (DST ).  Utilizados como invólucro para o pênis , falha de 3 a 14 %

camisinhas - Métodos Anticoncepcionais

Preservativo Feminino:

É um dispositivo de Poliuretano  ou látex sintético em forma de tubo transparente com dois anéis maleáveis para facilitar  a fixação na vagina. Do mesmo modo que  o Condom, impede a estrada no útero dos espermatozoides. Falha de 5 a 21%

preservativo feminino - Métodos Anticoncepcionais

Diafragma:

Trata-se de um dispositivo em forma de disco  de borracha de forma côncavo,  que deve ser fixado pela paciente na parte anterior do colo uterino, juntamento com o uso de espermicidas e somente retira-lo de 6 a 8 horas após a ejaculação vaginal. Possui vários tamanhos e deve ser avaliados  para cada paciente pelo medico assistente . Falha de 6 a 21%

Diafragma - Métodos Anticoncepcionais

Capuz Cervical:

São semelhantes ao diafragma, porem menores que recobrem e aderem ao colo do útero. Há a necessidade  de uso conjuto com creme espermaticida . Podem ser utilizados por mais tempo que o diafragma  48  e ate 72 horas. Requerem uma única aplicação de espermaticida mesmo no caso de mais de uma relação sexual. Falha de 9 a 20% e requer exame pélvico e orientação pelo medico.

capuz cervical - Métodos Anticoncepcionais

Esponjas

São pequenos dispositivos de poliuretano com espermaticidas, macios e circulares são mais confortáveis para o uso. Colocados no fundo vaginal pela paciente e retirados apos 6 horas após o coito. Falha de 9 a 20 %

esponjas - Métodos Anticoncepcionais

 

Espermicidas

São substancias em forma de gel, creme, espumas ou óvulos com a finalidade de ocluir o canal cervical e inativar os espermatozoides. Melhor segurança quando usados juntos com preservativos ou diafragmas. Falha de 6 a 26%

espermicida - Métodos Anticoncepcionais

Comportamentais

Há necessidade da mulher e seu parceiro reconhecerem quais serão os dias férteis e evitar realizar relações neste período, e se assim o fizer,  utilizando outros métodos  neste período.

Método dos dias fixos:

Para mulheres com ciclos de 26 a 32 dias. Marca-se o primeiro dia da menstruação  e os próximos 7 dias.Nesses dias pode -se ter relações normalmente. Os próximos 12 dias devem ser evitados  e após esses 12 dias pode-se ter relações livremente ate o próximo dia do período menstrual. primeiro dia do ciclo .

1º dia da menst. 7 dias 12 dias Ate a próxima menst.
pode pode nao pode

CycleBeads

Outra opção para a mulher identificar estes dias é o usar o CycleBeads – um colar de contas codificadas por cores que indica os dias férteis e não férteis de um ciclo. O colar tem 32 contas ovais, uma cilíndrica e um anel de borracha que se desloca. A primeira conta oval vermelha marca o primeiro dia do ciclo. As contas seguintes (marrons), em número de seis, os dias não férteis. A seguir, 12 contas brancas indicam o período fértil. As 13 seguintes são marrons, sendo que a oitava é mais escura. A conta cilíndrica é preta e tem uma seta que indica a direção em que deve ser deslocado o anel de borracha cada dia.

CycleBeads - Métodos Anticoncepcionais

Método tabelinha  (calendário ou Ogino-Knaus):

Nesse método  a paciente necessita conhecer muito bem  o seu ciclo.   Deve  fazer uma analise dos ciclos por um período de no mínimo 6 meses e: subtrair 18 dias do ciclo mais curto que corresponderá ao primeiro dia fértil e subtrair 11 dias do ciclo mais longo que corresponderá ao ultimo dia fértil.

Método do muco cervical, ou método de Billings

No período pre ovulatorio o muco cervical é claro, transparente e elástico, como uma clara de ovo e após a ovulação torna-se sem elasticidade e diminui a quantidade. A paciente necessita de treino .

Muco cervical - Métodos Anticoncepcionais

Método dos dois dias

Baseia-se apenas na presença ou não da secreção cervical, se houver secreção deve considerar período fértil e se ficar dois dias sem secreção poderá ter relações .

Temperatura Basal

A paciente deve medir sua temperatura com termômetro embaixo da língua antes mesmo de levantar todos os dias e anotar em um gráfico. Ocorre que a temperatura eleva de 0,2 ate 0,5 graus no período da ovulação. Portanto a paciente devera evitar relações ate três dias após a elevação da temperatura e após poderá ter relações livremente.

Temperatura basal - Métodos Anticoncepcionais

Método sintotérmico

trata-se de utilizar  a combinação da temperatura basal com o método do muco cervical, além de outros sintomas que possam  indicar a ovulação , como o  ingurgitamento mamário, dor pélvica, mudanças de humor etc.

Método da Lactancia com amenorréia – LAM

Este método fundamenta-se na aumento doa prolactina em resposta ao estímulo da sucção durante a amamentação, sendo necessário a sucção efetiva e constante do bebe, para que haja o aumento da prolactina,e o uso de chás, água e chupeta diminuem esse estimulo, causando falha no método.

lactaçao

Não Reversíveis

Esterilização Cirúrgica:-  Laqueadura Tubárea  e Vasectomia.

No Homem consiste em seccionar o canal eferente  impedindo  a passagem dos espermatozoides. Cirurgia realizada em ambiente ambulatorial e com anestesia local.

 

vasectomia - Métodos Anticoncepcionais

Na mulher consiste em seccionar as trompas uterina impedindo a passagem do ovulo até o útero.

Laqueadura - Métodos Anticoncepcionais

Essure

É um dispositivo  instalado com o auxilio exame de histeroscopia nas entradas das

trompas dentro do útero, onde se expande ao ser liberado e acomoda-se na tuba uterina. Ocorre uma reação tecidual natural. impedindo a passagem do ovulo. Atualmente esta em desuso e estão sendo realizados  novos estudos devido a complicações. Suspenso pela Anvisa.

essure - Métodos Anticoncepcionaisessure - Métodos Anticoncepcionais

 

Contracepção de emergência

É usado pela paciente quando de uma relação sexual desprotegida. Por exemplo: rotura do preservativo, estupro, etc. Pode ser utilizado  2 pilulas anticoncepcionais contendo 100 mcg de etinilestradiol e 500 mcg de levonorgestrel em 2 tomadas de 12 horas ,devendo a 1 tomada ser feita o mais rápido possível ( método de Yuspe ) 1,2 % de falha. Outra opção seria o uso de levonorgestrel 1,5 mg isolado  em duas tomadas de 12 horas de intervalo. Falha de 1,1%

contracepçao de emergencia - Métodos Anticoncepcionais

 

Observações : Conforme  já orientado no inicio , esse documento apenas tem a finalidade de orientação , sendo que a escolha do método, seus detalhes, suas indicações e contra indicações deverão ser esclarecidas juntamente com o seu medico. Somente ele será capaz de escolher  o melhor método para você. Bibliografia: manual de orientações sobre contracepção Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia .

Comentários

START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH